terça-feira, 19 de julho de 2016

TIO DINO: O BÊBADO E A BOMBACHA

Tio Dino me enviou esta foto de um churrasquinho (pequeno) que fez em seu sitio para um grupo de amigos.

O velho e bom Arcedino Vieira Nunes, também conhecido como tio Dino vivenciou os bons tempos de carreteiro vendendo melado, açúcar mascavo, ovos, galinhas, lenha e charque. A noite as carretas paravam na beira da estrada, onde os bois eram descangados e os carreteiros ao pé do fogo de chão preparavam arroz com charque, não sem antes matear ao pé do fogo. Após a janta alguns pernoitavam dentro das carretas ou embaixo da mesma, especialmente nas noite de verões. Já nos invernos os galpões das fazendas e sítios eram o local utilizado. Mas tio Dino também mascateou vendendo na região queijo, chimia, farinha e água ardente. Fazia os pedidos que depois eram entregues. Um dia tio Dino chegou em Santo Antonio da Patrulha isso lá por 1961, pouco tempo depois que Brizola levantou o Rio Grande do Sul e colocou os golpistas no lugar deles, garantindo a posse de João Goulart “Jango”. Tarde da noite tio Dino chegou no hotelzinho que o abrigava. Na verdade era uma especie de hotel pensão. Mas naquela noite de inverno os quartos estavam todos lotados,porém o proprietário compadecido com tio Dino lembrou que no quarto de número 14 havia um hospede que residia permanentemente no quarto. O velho Nicanor era um alcoólatra inveterado e dormia a noite inteira. O proprietário deu a sugestão, afirmando que no quarto de Nicanor havia duas camas e se ele não importasse poderia passar a noite ali. Tio Dino relutante, mas com o frio de renguear cusco lá fora e minuano assoviando na orelha, aceitou a sugestão. Após a janta o velho Dino ao se deslocar para o quarto sentiu aquela cólica terrível na barriga. Correu para o banheiro, mas observou que havia uma fila e que não daria tempo de esperar. Correu para o quarto na esperança de ao menos encontrar um pinico ou um balde, mas nada achou. A barriga roncando não houve tempo “cagou de toda tripa”. Bombacha marrom de favinho toda cagada! Pensou e agora? O que fazer? Um morungavense sempre tem boas ideias e não se aperta. Olhando atentamente observou que Nicanor tinha o mesmo porte físico e ai surgiu a ideia. “Vou tomar banho e depois tiro as bombachas deste bêbado e amanhã levanto cedo e me vou”. Dito e feito, tomou banho e lentamente tirou as bombachas de Nicanor e colocou as bombachas cagadas no pobre vivente. Pela manhã tomou café cedo, pagou a conta e seguiu viagem. Nicanor permaneceu dormindo como uma pedra. Três meses depois retornou a Santo Antonio e após visitar os clientes, chegou no hotelzinho, pediu um quarto e intrigado perguntou ao dono “Amigo como estão as coisas por aqui?”. Olha seu Dino tudo muito bem com exceção do seu Nicanor que tivemos que internar no São Pedro. Lembra aquela noite que o senhor dormiu no quarto dele?”, perguntou o dono do hotel. “Sim, sim, mas o que houve?”questionou Arcedino. Olha preocupado o velho hoteleiro disse: “Olha o Nicanor amanheceu com a bombacha toda cagada” disse o proprietário do hotel. “Mas o que isso tem a ver com interná-lo” perguntou tio Dino. O velho respondeu: “Ele ficou louco porque não consegue entender como alguém pode cagar as bombachas sem cagar as cuecas” - Tem que ter concurso – 100% Morungava! Jair Wingert; jornalista.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

VEREADOR JAIR WINGERT FAZ SUGESTÃO A FIXINHA

Campo-bonense sugere criação de projeto de Lei que salvará milhares de vidas no RS.

Vereador Jair Wingert do PP de Campo Bom encaminhou sugestão de projeto ao deputado Estadual Fixinha.

O vereador Jair Wingert (PP) tem seu mandato pautado várias bandeiras de luta e uma delas é a questão saúde, principalmente a saúde preventiva com ênfase a avanços de projetos e políticas públicas voltadas a prevenção do câncer de mama e de colo do útero. O progressista sempre em sintonia com a comunidade visitou o deputado estadual João Fischer “Fixinha” do PP com intuito de encaminhar uma sugestão do parlamentar do Vale do Sinos. O vereador entregou nas mãos do deputado Fixinha um Projeto de Lei (sugestivo) no qual determina que se torne obrigatório em todo o Rio Grande do Sul e realização nos Postos de Saúde do exame de carótidas (especialmente para pacientes com histórico de hipertensão, problemas cardíacos e com familiares que já tenham sofrido AVC ou infarto). O vereador de Campo Bom é categórico ao afirmar: “Um exame simples (ecografia) que pode salvar vidas evitando AVC (derrames) e Infartos do miocárdio que a maioria são fatais ou deixam pacientes sequelados. Hoje sabemos mais sobre as doenças do coração e artérias, que provocam infarto, derrame ou defeitos na circulação das pernas. Chamaremos as artérias de vasos, para facilitar, já que funcionam com canos de passagem do sangue”, observa Wingert que prossegue “As alterações nos vasos, que vão provocar a doença ou os sintomas da doença, começam bem antes do primeiro sintoma, em geral, anos antes. Pelo menos metade das pessoas que tem um infarto, já apresentam outras placas nos vasos do coração, além daquela que provocou o infarto. Essas placas crescem ao longo dos anos, as vezes lentamente, as vezes em saltos. Existem exames que podem detectar essas placas, mesmo pequenas, e indicam uma tendência do indivíduo a ter problemas sérios de saúde” salienta o vereador do PP.

“Um aparelho de ecografia realiza este exame simples e barato”.

Tal medida vai gerar economia na saúde pública, bem como, salvar vidas, tudo dentro da prevenção. O exame pode ser feito por um simples aparelho de ecografia presente na maioria dos Postos de Saúde. Espero que o deputado Fixinha possa estudar a possibilidade de desenvolver este projeto e encaminhá-lo junto a Assembleia para apreciação. Tal medida se criada salvará milhões de vidas no Rio Grande do Sul”, finaliza Jair Wingert. O deputado Fixinha destacou que fará uma analise da sugestão e se existir possibilidades legais tornará a sugestão do campo-bonense em uma realidade.


quinta-feira, 14 de julho de 2016

VEREADOR JAIR WINGERT QUER MULTA AOS PORCALHÕES

O vereador Jair Wingert (PP) sempre defendeu na tribuna a postura de que seja criada em Campo Bom que multe “pessoas” que jogam lixo nas vias públicas do município. O parlamentar nesta segunda-feira (11.07) teve aprovado por unanimidade dos parlamentares um  requerimento o qual sugere que a Administração municipal (Prefeitura) estude a possibilidade urgente de elaborar um projeto de Lei e enviar para Câmara discutir e votar no qual determine multa aos “sujismundos”, ou porcalhões. O vereador destaca que Campo Bom é uma cidade bonita, planejada e que prima pela infraestrutura, porém existem focos em pontos determinados como Avenida dos Municípios (divisa com NH), Avenida Luiz Alberto Fett no bairro Rio Branco, Estrada Campo Bom/ Santa Maria próximo ao Rio dos Sinos, Rua Jacob Weiss e Avenida Kennedy ambas na Metzler que se tornaram  pontos de descarte de lixo que variam desde sacolas, móveis, eletrodomésticos, restos de  construção e até animais mortos. “É inadmissível um “cidadão”  jogar este tipo de lixo nas vias públicas, ruas, avenidas e praças, uma vez que a Prefeitura oferece de forma gratuita o Caco-Treco que recolhe estes entulhos bastando apenas agendar via Secretaria de Meio Ambiente (telefone 3598.8643). Infelizmente  as pessoas só se conscientizam quando dói no bolso e a multa neste caso é o caminho mais óbvio e didático. Graças a Deus que as novas gerações, nossas crianças serão melhores, mais preservacionistas e comprometidas com desenvolvimento sustentável”, observa o vereador que defende uma ação além da Fiscalização para autuar, mas da Brigada Militar, pois se trata de crime ambiental jogar lixo em vias públicas e  proximidades de rios, arroios e córregos e a Patram tem como agir. Esta sugestão que fique claro aos incautos que não é Lei ainda  precisa ser analisada pelo prefeito e enviada a Câmara de Vereadores para ai ser votada. “Espero que a administração municipal transforme este requerimento em projeto de Lei”, conclui Jair Wingert.

Esta situação não pode continuar... 







quarta-feira, 13 de julho de 2016

VEREADOR JAIR WINGERT SOLICITA APOIO A CRIANÇA CIDADÃ

Vereador Jair Wingert encaminhou a Prefeitura sugestão para firmar convênio com o projeto Criança Cidadã. A principal deficiência é a falta de um ônibus para transportar crianças do Mônaco, Barrinha e 25 de Julho.

O vereador Jair Wingert do PP de Campo Bom sempre atento as questões sociais da cidade, na segunda-feira teve aprovado por unanimidade um Requerimento no qual solicita que a administração municipal estude a possibilidade de firmar um convênio com o Projeto Criança Cidadã que hoje está localizado na Rua Cacequí, 240 no Imigrante Norte. Segundo o vereador o projeto que é coordenado pelo casal, André e Márcia de Britto e voluntários atende crianças de famílias de baixa renda no contra turno oportunizando oficinas, aulas de musica, ajuda nos temas de casa e uma gama variada de atividades, objetivando formar cidadãos íntegros comprometidos com a cultura da paz. Em seu pronunciamento o vereador Wingert salientou que quando no bairro 25 de Julho onde nasceu o Criança Cidadã eram atendidas em torno de 140 crianças vindas do Mônaco, Barrinha e do próprio 25 de Julho, porém com a mudança de endereço, o Criança Cidadã se deslocou para o outro lado da cidade, as crianças do Mônaco, Barrinha e 25 de Julho encontram dificuldades de transporte para participar desta importante oficina de cidadania plena. Hoje 40 crianças estão frequentando o Criança Cidadã. O progressista sugere que o município disponibilize um veiculo (ônibus) para realizar este transporte, ou que busque a aquisição de um veiculo deste porte junto ao Ministério de Educação e Cultura. “Nossa fiquei encantado com o trabalho realizado pelo André e a Márcia e sua equipe de voluntários. Eles estão realizando algo que os poderes constituídos deveriam fazê-lo, principalmente o Estado e a União. O Criança Cidadã é um projeto que nasceu no coração de Deus e deve ser apoiado pela comunidade campo-bonense”, argumenta Jair Wingert que segue seu raciocínio: “Projetos deste porte precisam ser incentivados e abraçados pelas autoridades, pois eles formam pessoas de bem, seres pensantes, capazes de transformar o meio em que vivem e acima de tudo serão adultos éticos, humanistas e pessoas de fé. Acredito que é importantíssimo conseguir um veículos via convênio ou com o governo Federal para transportar estas crianças que frequentavam o projeto”, finaliza Wingert.

VEREADOR PEDE FAIXAS DE SEGURANÇA EM ESCOLAS

O vereador do Partido Progressista de Campo Bom, Jair Wingert defende ações na questão do trânsito no sentido de proteção a vida e na mobilidade urbana. Esta semana o vereador encaminhou a Secretaria de Obras dois pedidos para que sejam implantadas duas Faixas de Segurança em frente as EMEIs - Cebolinha na Rua Lateral no bairro Quatro Colônias e na Pedacinho do Céu na Rua Mauricio Sirotsky Sobrinho no bairro Alto Paulista. “Nossa sugestão é que seja feito uma vistoria na frente de todas as escolas de Campo Bom no sentido de verificar se as Faixas de Segurança estão visíveis. O caminho é proteger as nossas crianças e seus familiares”, opina Wingert.

Vereador Jair Wingert (PP) pede a implantação de Faixa de Segurança na frente da EMEI Cebolinha em Quatro Colônias.

E na Pedacinho do Céu no Alto Paulista.

terça-feira, 12 de julho de 2016

JAIR WINGERT SOLICITA MELHORIAS NO FIRENZE

O vereador do PP, Jair Wingert encaminhou uma Indicação a Prefeitura solicitando que a Secretaria de Obras execute urgentemente reparos na área de lazer (Pracinha) na Rua Tania Simon no Loteamento Firenze, pois brinquedos precisam de conserto, bem como, o local carece de manutenção especialmente a quadra poliesportiva uma vez que o piso está desgastado, as goleiras enferrujadas. “Encaminhamos este pedido pois está é a única área publica de lazer no Firenze e necessita de reparos e reurbanização urgente”, observa o vereador progressista.

A quadra poliesportiva do local também encontra-se desgastada pela ação do tempo, bem como, as goleiras estão enferrujadas.

Área de lazer na Tânia Simon no Firenze carece de melhorias.

JAIR WINGERT PEDE MELHORIAS NO RIO BRANCO


Academia ao Ar Livre, vereador pede a colocação do nome em homenagem a Remi Cemin-Fritz.
O vereador Jair Wingert do PP na ultima semana intensificou as visitas ao bairro Rio Branco com intuito de ampliar e melhorar suas ações parlamentares dentro das premissas de participação direta da comunidade com o mandato. O vereador encaminhou a Prefeitura uma série de pedidos de melhorias na área de infraestrutura do Rio Branco. Podendo destacar: A colocação da placa indicativa com o nome do homenageado na Academia ao Ar Livre na Rua Tapajós próximo ao VIADEI. O espaço leva o nome de Remi Cemin – Fritz projeto de Lei de autoria do vereador Jair Wingert e aprovado pela Câmara de Vereadores e Prefeitura. O progressista também solicitou o conserto de bloquetos soltos na Academia e a capina do local, pois os inços estão crescendo em meio aos bloquetos.

Vereador Jair solicita conserto dos bloquetos da Academia ao Ar Livre no Rio Branco.

Sofá na Quadra

O vereador solicitou o recolhimento imediato de um sofá velho que está dentro da Quadra Poliesportiva no Rio Branco localizada nas ruas Tapajós e Tomé Paz. O referido sofá é um local de “descanso” usado pelos dependentes químicos a noite, sendo que a garotada ao jogar futebol encontra dificuldades pois o móvel atrapalha a movimentação dos jogadores.

Pracinha

Progressista solicitou conserto de brinquedos junto a Pracinha na frente da Escola Emilio Vetter no Rio Branco.

Além do pedido recente da pintura de uma Faixa de Segurança em frente à Escola Emilio Vetter, o vereador também pediu o conserto dos balanços junto a Pracinha na Tapajós e João Pedro Dias em frente a escola. Existe um balanço quebrado que carece de conserto.